PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO
DINÂMICAS TERRITORIAIS 

E SOCIEDADE NA AMAZÔNIA

Notícias em Destaque

Linhas de Pesquisa
Conheça nossas linhas de pesquisas

A convite do Dr. Márcio Teixeira Bittencourt, juiz de Direito Titular da 2ª Vara Civil e Empresarial desta Comarca, a Professora Andréa Hentz de Mello representando o Programa de Pós Graduação em Dinâmicas Territoriais e Sociedade na Amazônia (PDTSA)  e Faculdade de Ciências Agrárias de Marabá (FCAM) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará, apresentou no dia 26 de setembro de 2017,  no Ministério Público Estadual de Marabá, os resultados de trabalhos  de pesquisa que vem sendo desenvolvidos no  âmbito dos cursos de graduação e mestrado, que visam a  reabilitação florestal em áreas degradadas as margens do Rio Itacaiúnas em Marabá e Tauarizinho nas adjacências do Campus III da Unifesspa e a minimização dos impactos socioambientais na região.

Estiveram presentes também a Dra. Josélia Leontina de Barros Lopes, Promotora de Justiça Titular da Promotoria Ambiental, e representantes da Secretaria Municipal de Agricultura (SEAGRI), Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) e Secretaria Municipal de Obras (SEVOP), onde apresentaram o projeto municipal para a criação do Parque Ambiental Linear “Rio Itacaiúnas” – Grota do Aeroporto, que encontra-se em fase de implantação.

 

No evento, o Dr. Márcio deliberou que as composições ambientais determinadas nas sentenças que tenham por objeto reflorestamento, serão executados na área destinada a criação do Parque Ambiental Linear Itacaiúnas, nas Áreas de Preservação Permanente da Mata Ciliar do Rio Itacaiúnas e Tauarizinho, e que diante da necessidade de aumentar o quantitativo de mudas de espécies nativas certificadas, o viveiro de mudas da SEAGRI e UNIFESSPA  também poderão ser contemplados, e caso o condenado não consiga outro local para aquisição das mudas, poderá adquiri-las nestes viveiros, mediante permuta por materiais necessários para a sua manutenção e funcionamento.  A professora Andréa em sua palestra também indicou as espécies arbóreas nativas,  mais adaptadas a região,  e que estão  sendo utilizadas na  reabilitação de áreas degradadas às margens do Rio Itacaiunas  e Tauarizinho e reforçou a importância da efetivação destes convênios, pois estas ações, reforçam os objetivos do PDTSA e da FCAM, em formar profissionais qualificados para a docência e para a pesquisa na região, assim como para outras práticas profissionais que tratam sobre questões amazônicas em suas dimensões sócio-ambientais, culturais, políticas e econômicas; implementando estudos que articulem ações de pesquisa, ensino e extensão.

Notícias e Eventos