Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

pt PT en EN fr FR es ES

Opções de acessibilidade

Início do conteúdo da página

Estrutura Curricular

Publicado: Quarta, 27 de Novembro de 2019, 09h47 | Última atualização em Terça, 27 de Abril de 2021, 01h12 | Acessos: 462

A estrutura curricular, atualizada e aprovada em 2015 (disponível AQUI), está organizada em disciplinas, seminários e estágio de docência, relacionados à área de concentração e às linhas de pesquisa do mestrado. 

As disciplinas agrupam-se em obrigatórias e optativas. As disciplinas obrigatórias abrangem conteúdos comuns às linhas de pesquisa e fornecem fundamentação necessária à construção dos projetos de dissertações, com base na perspectiva teórica e metodológica interdisciplinar, exigindo dos mesmos a mobilização de conceitos, categorias e métodos de estudo, mas que possibilitam explicar fenômenos complexos que possam contribuir à articulação de saberes.

São 04 Disciplinas Obrigatórias, cada uma delas com carga horária de 60 horas:

N. Disciplina  Ementa
1 Dinâmicas Socioculturais e Processos Educativos Dinâmicas sócioculturais e processos de resistência. Políticas públicas, cultura e processos educativos. Culturas Amazônicas e sua relação com os processos de desenvolvimento regional. Estado, desenvolvimento e educação na Amazônia.
2 Estado e Dinâmicas Territoriais na Amazônia Concepções de Estado e funcionamento das estruturas políticas institucionais. A formação histórica do Estado moderno brasileiro. O desenvolvimentismo brasileiro. Estado e dinâmicas de expansão do capitalismo amazônico. Impactos socioeconômicos do desenvolvimentismo na Amazônia.
3 Epistemologia e Procedimentos de Pesquisa Interdisciplinar O paradigma dominante de pensamento científico moderno. Sobre o método científico. Sobre epistemologia. Sobre lógica e Sobre interdisciplinaridade Método e procedimentos para coleta e análise de dados da pesquisa interdisciplinar
4 Seminários de Pesquisa Interdisciplinar A atividade Curricular Seminários Interdisciplinares tem o objetivo de facultar a docentes a integrar conhecimentos das duas linhas de pesquisa em função de uma problemática de pesquisa. Elaboração do problema, a construção do objeto da pesquisa na perspectiva interdisciplinar, hipóteses, as categorias analíticass. Construção do projeto de qualificação e desenvolvimento da dissertação. Discussão dos temas emergentes das propostas para dissertação


São 12 Disciplinas Optativas, cada uma delas com a carga horária de 45 horas:

 N.  Disciplina  Ementa
 1 Cultura, Ideologia e Processos Educativos Cultura, linguagem e ideologia. Poder e saber. Controle simbólico e práticas sócio-culturais. A produção do sentido e os saberes locais
 2 Teorias de discurso e produção sociodiscursiva na Amazônia Análise de discurso e fronteiras disciplinares. Linguagem, discurso e ideologia. Poder e resistência nos processos de constituição do sujeito. A produção discursiva nas dinâmicas sociais, econômicas, ambientais, culturais e políticas.
 3 Procedimentos de análises discursivas de questões socioterritoriais Mobilização de dispositivos teóricos e analíticos em discursos produzidos e em circulação em esferas que refletem/refratam as dinâmicas territoriais.
 4  Amazônia: Imaginários, Discursos e Colonialidade A Amazônia como construção discursiva. Esquemas interpretativos da Amazônia. Colonialidade e subalternidade: questões de raça, etnia e gênero.
 5 Dinâmicas Sociopolíticas e Culturais das Relações Étnicorraciais Análise reflexiva sobre os processos sócio históricos de atribuições de competências dos sistemas de ensino, visando o conhecimento da política educacional no âmbito da Educação das relações étnico-raciais. Consciência politicas e fortalecimento da identidade e de direitos da população negra noBrasil. Aprofundar a educação patrimonial marcadas pela cultura de raiz africana, a oralidade, corporeidade e das artes. Organizações do Movimento Negro em diferentes dimensões históricas. História da educação do negro no Brasil. Racismo, Democracia racial, e a ideologia do branqueamento: mitos estruturantes na sociedade brasileira. Processos de organização negra: quilombos, irmandades e associações recreativas, culturais, religiosas na região Norte. Análise reflexiva sobre os processos sócio históricos de atribuições de competências dos sistemas de ensino, visando o conhecimento da política educacional no âmbito da Educação das relações étnico-raciais. Consciência politicas e fortalecimento da identidade e de direitos da população negra no Brasil. Aprofundar a educação patrimonial marcadas pela cultura de raiz africana, a oralidade, corporeidade e das artes. Organizações do Movimento Negro em diferentes dimensões históricas. História da educação do negro no Brasil. Racismo, Democracia racial, e a ideologia do branqueamento: mitos estruturantes na sociedade brasileira. Processos de organização negra: quilombos, irmandades e associações recreativas, culturais, religiosas na região Norte
 6 Tópicos Temáticos  A Atividade tem o objetivo de atender a temas particulares, sendo assim, a sua ementa deve ser caracterizada a cada oferta.
 7 Dinâmicas territoriais e impactos socioambientais na Amazônia Dinâmicas Territoriais e Socioambientais na Amazônia; Conceito e Tipos de Recursos Naturais; Impactos socioambientais na Amazônia; Sustentabilidade dos Recursos Naturais; A gestão dos Recursos Naturais pelos atores locais; Elaboração de estudos de impacto ambiental – EIA; Relatório de Impacto Ambiental – RIMA
8 Trabalho, Sociedade e Tecnologia Heterogeneidade nas formas de distribuição e processamento do trabalho. Reestruturações produtivas e redefinições na divisão internacional do trabalho. Difusão desigual dos avanços da tecnologia. Deslocamento das empresas e as ações indutoras do Estado. Caracterizações do trabalho na Amazônia. Impactos sócioeconômicos e ambientais.
9 Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável na Amazônia A atual crise de desenvolvimento e seus efeitos no rural amazônico; elementos epistemológicos de uma perspectiva agroecologia; Bases conceituais sobre agroecologia; o estado da arte da pesquisa, desenvolvimento e inovação em agroecologia no Brasil e na Amazônia
10 Estado e Participação Popular na Amazônia As várias formas de Estado, implicações na dominação social e política e nas ideológicas. As variações democráticas na reprodução e na mudança da ordem social. As formas de organizações e proposições populares heterônomas e autônomas.
11 Território da Ação Local, Atores e Desafios do Desenvolvimento Sustentável Os conceitos necessários à analise do território da ação local enquanto ação pública e à compreensão das dinâmicas desse território em um contexto da ambientalização. O compromisso individual e coletivo dos atores, o movimento social e suamobilização, o sistema de poder local e o funcionamento das instituições locais; a questão do acordo entre os atores e a forma da governança própria a cada território. Processos que explicam as mudanças nesses territórios e as resistências produzidas por tais mudanças.
12 Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade O estudo do Direito Urbanístico e de seus institutos pressupõe análise contextualizada da temática urbana. A disciplina tem por objetivos: a) Analisar o desenvolvimento sustentável como paradigma ao desenvolvimento urbano; b) Interpretar os princípios constitucionais, diretrizes norteadoras à realização do desenvolvimento urbano em bases sustentáveis; c) Analisar as competências dos entes da Federação e o perfil do Estado Federado Brasileiro para a concretização das competências em matéria urbanística; d) Tratar as diretrizes gerais da política urbana, dispostas no Estatuto da Cidade, assim como abordar seus instrumentos; e) Tratar do Plano Diretor como instrumento para o desenvolvimento urbano bem como dos instrumentos jurídicos constitucionais para o planejamento e consecução de políticas públicas em áreas urbanas; f) Refletir sobre autonomia municipal e as competências municipais para a realização do desenvolvimento urbano; g) Analisar os institutos expressos no Estatuto da Cidade (usucapião especial de imóvel urbano, desapropriação, concessão especial para fins de moradia, direito de superfície, parcelamento e utilização compulsórios, IPTU progressivo e a gestão democrática da cidade

---

Conheça a estrutura curricular vigente do início do programa até dezembro de 2015.

Fim do conteúdo da página