PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO
DINÂMICAS TERRITORIAIS 

E SOCIEDADE NA AMAZÔNIA

Notícias em Destaque

Linhas de Pesquisa
Conheça nossas linhas de pesquisas

Ocorreu entre os dias 29 e 30 de novembro de 2018, no espaço da Faculdade Metropolitana, a VII Conferência do Plano Diretor Participativo de Marabá tendo como tema “A cidade como um bem comum”, com a participação de  agentes de órgãos e de instituições públicas, a sociedade civil organizada e acadêmicos de graduação e pós graduação de universidade públicas e privadas.

 

Na parte da tarde do dia 29, a conferencia se efetivou por meio das discussões e levantamento de propostas a partir de quatro eixos temáticos: i) Acessibilidade – cidades inclusivas; ii) Cultural – identificação e manutenção do patrimônio histórico, cultural e simbólico; iii) Estruturação Urbana – racionalização da ocupação tendo como base a capacidade de suporte urbano; iv) Meio Ambiente e Cidadania – implementação de políticas de arborização no planejamento urbano.

 

Dr. Airton dos Reis Pereira, professor da Universidade do Estado do Pará (UEPA) e do Programa de Pós-Graduação em Dinâmicas Territoriais e Sociedade na Amazônia (PDTSA), da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), conferiu palestra sob o título “A formação dos núcleos urbanos de Marabá e a necessidade de urbanização” para ajudar nas discussões do eixo temático “Meio Ambiente e Cidadania – implementação de políticas de arborização no planejamento urbano”, procurando dar relevo ao processo de formação dos núcleos urbanos da cidade de Marabá, bem como apontando elementos sobre as problemáticas em torno da migração, do saneamento básico da cidade, a infraestrutura urbana, o transporte público etc. Visando contribuir com as discussões desse eixo temático foi de grande importância a palestra da Dra. Noemi Vianna Leão, pesquisadora da EMBRAPA que discorreu sobre a “Implementação de Políticas de Arborização no Planejamento Urbano”.

Após as duas palestras, os membros da Oficina desse eixo temático levantaram cinco propostas as quais seriam apresentadas no plenário da conferência no dia seguinte. As cinco propostas foram:

1 – Criar um programa de educação ambiental na cidade de Marabá visando atingir os públicos da escolas, universidades e da cidade de uma forma geral por meio dos meios de comunicação social;

2 – Criar uma Comissão Local de arborização com paridade entre sociedade civil e poder público, tendo como parte dessa comissão uma Equipe Técnica;

3 – Elaborar um Plano de Arborização com cronograma de execução (como lei especifica).

4 - Elaborar um Manual de orientação técnica de plantio e seleção de espécies adequadas para arborização;

5 – Elaborar materiais didáticos como cartilhas, panfletos etc. e materiais de divulgação em mídias sociais sobre técnicas de arborização e produção de mudas de espécies apropriadas ao plantio em áreas urbanas.

As mestrandas  do PDTSA Erika Viviane Nascimento  Araújo e Rozani Uchoa Silva que estão desenvolvendo seus trabalhos de pesquisa na linha 1,  Estado, Território e Dinâmicas Socioambientais na Amazônia, investigando a  região amazônica nas suas dinâmicas sociais, políticas, econômicas, ambientais e culturais em sua interatividade com os aspectos globais e regionais da expansão do capital, participaram juntamente com o Prof. Dr. Airton das oficias e debates, a fim de contribuírem com a  formulação e implementação das políticas públicas relacionadas ao plano diretor participativo de Marabá, caracterizando assim,  em um dos objetivos específicos do PDTSA, que trata da proposição da criação de grupos interdisciplinares de pesquisa, que se dedicam a produção de novos conhecimentos sobre as dinâmicas sociais em suas várias dimensões e à formulação de propostas alternativas que propiciem qualidade de vida e direitos sociais para as populações que vivem na região.

Notícias e Eventos