Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

pt PT en EN fr FR es ES

Opções de acessibilidade

Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Mostra Científica e Cultural do Pdtsa

  • Publicado: Sexta, 12 de Novembro de 2021, 14h39
  • Última atualização em Quinta, 30 de Junho de 2022, 17h31
  • Acessos: 84

Slide1

 

Na próxima sexta-feira, aproveitando o fluxo de pessoas por ocasião dos festejos juninos, mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Dinâmicas Territoriais e Sociedade na Amazônia (PDTSA) da Unifesspa realizarão a Mostra Científica e Cultural Dinâmicas Territoriais e Impactos Socioambientais na América Latina, contando com a exposição de trabalhos de pesquisas realizados durante a disciplina que leva o mesmo nome da mostra, ministrada pelos professores Livio Claudino (IEDAR) e Bernardo Tomchinsky (IESB). Intitulada Discutindo impactos, conflitos e enfrentamentos aos grandes projetos a mostra tem por objetivo levar para a sociedade debates relevantes sobre alguns dos grandes projetos em andamento no Brasil e em outros países (especificamente no Peru e no Haiti), demonstrando os atores, as principais dinâmicas, os conflitos envolvidos, os principais impactos socioambientais e também o modo como os atores locais têm enfrentado os diferentes desafios.

Ao longo da disciplina, além das discussões em sala de aula, foi possível também a realização de dois trabalhos em campo. Um deles, no dia 01 de junho, visita à comunidade Vila Tauiry, em Itupiranga, a fim de compreender melhor o grande projeto de derrocagem do Pedral do Lourenção. O outro trabalho de campo, realizado no dia 11 de junho, foi viabilizado pela parceria com o ICMBio, por meio do programa "Comunidade vai à floresta". Na oportunidade, os participantes puderam conhecer alguns pontos estratégicos da Floresta Nacional de Carajás, na Serra dos Carajás, entendendo um pouco da história, conflitos, impactos da mineração, ações de mediação, entre outras dinâmicas. Tais atividades foram fundamentais para a formação dos discentes, que são oriundos de diversas áreas de formação.

Como proposta da disciplina, os estudantes escolhiam uma localidade ou comunidade específica que estivesse passando por conflitos socioambientais e, à luz das abordagens teóricas e reflexões feitas em sala de aula ao longo do semestre, fariam aprofundamento sobre os temas, incluindo pesquisas na internet, documentos governamentais, artigos científicos de uma maneira geral, além de, em alguns casos, entrevistas com atores sociais envolvidos. Como meios materiais de exposição, foram elaborados cartazes manuscritos, banners, filmes e outros materiais.

Segundo um dos docentes responsáveis, o prof. Livio Claudino, a ideia de fazer uma exposição pública dos resultados das pesquisas a nível de mestrado surgiu ainda no planejamento da disciplina, mas foi sendo aperfeiçoada e tomando corpo a partir do engajamento dos próprios discentes. O docente destaca ainda que os temas tratados são muito complexos e de grande relevância social, mas que muitas vezes as pessoas nas regiões do entorno dos grandes projetos desconhecem os efeitos e impactos socioambientais que os mesmos podem provocar, pois prioriza-se falar dos resultados econômicos que, inclusive, tendem a ser muito concentrados e de pouco acesso às populações locais e às mais atingidas, predominando uma dinâmica em que se privatizam os benefícios (lucros) e se compartilham os prejuízos (impactos multidimensionais).

Ao todo serão apresentados 8 trabalhos, de maneira contínua entre 17 e 19h, momentos antes das atividades culturais previstas na programação junina municipal. Os trabalhos são os seguintes:

Luta pela autonomia territorial na Amazônia peruana: O Massacre de Bagua.

Elaboração: Gilber Paolo Zamora Bringas

Impactos Socioambientais da Hidrovia Araguaia Tocantins.

Elaboração: Tamires Pereira Vieira e Osmar Cidil Batista Valverde

Conflitos da luta pela terra no nordeste paraense e no Haiti.

Elaboração: Ezequias Nazareno de Lima e Frantzdy Luc

Barragens de Rejeitos de Mineração localizadas em Marabá-PA: Categorias de Riscos e Danos Potenciais Associados.

Elaboração: Julia Silva de Paulo e Phaloma Aparecida dos Santos Silva

APA do Igarapé Gelado: compreendendo as dinâmicas da Associação de Mulheres Filhas da

Terra e os impactos socioambientais na região.

Elaboração: Vanessa Melo de Jesus e Jairon Barbosa Gomes

A dinâmica territorial na formação do Assentamento Boa Esperança e os possíveis impactos ao meio ambiente.

Elaboração: Carlos Henrique Costa Marques e Marcos Antonio Amorim Lemos

A "leitura da realidade" socioambiental de Carajás como base para a construção participativa de um Projeto-Político Pedagógico mediado pela Educação Ambiental.

Elaboração: Maya Ribeiro Baggio

Análise dos possíveis impactos do projeto de construção Araguaia-Tocantins na Vila Santo Antoninho em Itupiranga, Pará.

Elaboração: José Ricarto da Silva Neto

 

p02

registrado em:
Fim do conteúdo da página