Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

pt PT en EN fr FR es ES

Opções de acessibilidade

Início do conteúdo da página
Últimas notícias

CHAMADA PARA PUBLICAÇÃO DE TEXTO EM E-BOOK: Diálogos Críticos Latino-americanos: Desafios e Dilemas da Modernidade  Periférica

  • Publicado: Sexta, 12 de Novembro de 2021, 14h39
  • Última atualização em Segunda, 28 de Março de 2022, 09h09
  • Acessos: 465

CHAMADA PARA PUBLICAÇÃO DE TEXTO EM E-BOOK

Título do Livro: Diálogos Críticos Latino-americanos: Desafios e Dilemas da Modernidade  Periférica

 

Chamada pública para o recebimento de textos que irão compor livro apoiado pelo Projeto “Procad Amazônia: Estado e Políticas Sociais na Amazônia: diálogos críticos sobre apropriação de territórios e recursos naturais, mobilidades humanas e desestruturação de sistemas de conhecimento”.

O referido projeto se desenvolve a partir de uma parceria entre o Programa de Pós-graduação em Dinâmicas Territoriais e Sociedade na Amazônia (PDTSA) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa); o Programa de Pós-graduação em Políticas Sociais (PPGPS) da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) e do Programa de Pós-graduação em Sociedade e Fronteiras (PPGSOF) da Universidade Federal de Roraima (UFRR)  buscando promover ações de alto padrão acadêmico, fundamentadas na consolidação dos Programas de Pós-graduação Associados, assim como no fortalecimento de Redes de Cooperação e de uma inserção social ativa da Universidade Pública.

Período de recepção de textos: até 30/05/2022

OS deverão ser enviados (submetidos): Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Previsão de lançamento do E-book: Segundo semestre de 2022. 

  1. Organizadores:

Prof. Dr. Maxim Repetto (PPGSOF – UFRR) Prof. Dr. Marcelo Gantos (PPGPS – UENF) Prof. Dr. Hiran Possas (PDTSA – Unifesspa)

2. Resumo da Proposta:

A proposta de livro surge, a partir de temáticas comuns de pesquisadores do PDTSA/Unifesspa; do PPGPS/UENF e do PPGSOF/UFRR que, dialogando no contexto do projeto PROCAD-AM, encontram diversos contextos sociais e políticos similares, apesar de focos de pesquisa em regiões diferentes do Brasil. O PDTSA/Unifesspa, em atuação nas regiões sul e sudeste do Pará, enfrenta diversos desafios no campo da pesquisa e na formação de estudantes da pós-graduação, com focos de pesquisa investigando conflitos socioambientais e tensionamentos sociais advindos de projetos minerais, hidrelétricos e agropastoris junto a comunidades camponesas e indígenas, dentre outras na região. O PPGPS/UENF, localizado na região norte do estado do Rio de Janeiro, tem como um dos principais lócus de pesquisa o estudo dos impactos da exploração petrolífera na região e as inter relações com comunidades tradicionais e setores urbanos desfavorecidos afetados. As investigações, em curso, se orientam a compreender as dinâmicas sociais destes grupos e suas interpelações com o Estado e as políticas públicas e sociais, discutindo os dilemas da participação e da regulação social destes processos em escala regional. Por sua vez, o PPGSOF/UFRR, localizado no extremo norte do Brasil, nas fronteiras internacionais com Venezuela e Guiana, tem entre seus focos de estudo, a intensa situação de migração Venezuela e os impactos que isso traz para a sociedade no campo do acolhimento e do atendimento às necessidades básicas da população do Estado que se veem impactadas por essa situação de mobilidade internacional. Desenvolve também linhas de pesquisa em relação a populações camponesas e indígenas, educação intercultural, impacto de grandes projetos, tanto no interior do Estado, como no contexto urbano.

Os Programas de Pós-graduação descritos guardam similitudes em  pesquisas, atividades de extensão e processos formativos junto a comunidades rurais\urbanas e populações tradicionais, desde seus conhecimentos ancestrais e populares até os processos de mudança social e histórica  e de captura das políticas públicas impostos pelo capital. Em suma, busca-se, com a chamada, agregar e divulgar o conhecimento produzido no âmbito de ação do PROCAD/Amazônia promovendo agendas de trabalho conjuntas sobre o debate de como reconfigurar o pacto social por vias institucionais, enfrentando os  privilégios, visibilizando experiências emancipatórias e fortalecendo assim o sistema democrático.

O E-book convida pesquisadores a compor uma obra de alta qualidade, reflexiva, integrativa e crítica de diferentes experiências geopolíticas das Américas, a partir do exercício de reflexões, arranjos e contrastes de vivências, perspectivas teóricas e processos formativos em resposta aos dilemas e desafios impostos pela racionalidade instrumental da modernidade.

Podem apresentar artigos à publicação, docentes dos três programas descritos, desde que haja coautoria entre docentes, discentes e egressos, assim como deseja-se contar com a participação pesquisadores de outras instituições e países que manifestem interesse em contribuir com suas experiências e relatos de pesquisa, para a socialização de resultados inovadores e inéditos vivenciados na América Latina, sobretudo a partir da segunda década do milênio em curso.

Palavras chave: Políticas Sociais. Comunidades Rurais/urbanas/tradicionais. Desenvolvimento. Modernidade. América Latina

  1. Avaliação dos textos

3.1 Todos os textos serão avaliados por dois pareceristas Ad Hoc. Caso haja avaliações discordantes,  um terceiro parecerista reavaliará o escrito.

3.2 Os pareceristas poderão sugerir: publicação na íntegra, modificações ou não recomendar a publicação dos textos.

3.3 Os pareceres serão encaminhados aos autores, para ajustes e revisões. Caso os autores não realizem os ajustes solicitados, os textos serão desconsiderados para a publicação final do livro.

  1. Normas para publicação dos textos na obra

4.1 Os textos poderão ser apresentados em língua Portuguesa ou Espanhola, seguindo os padrões de trabalhos acadêmicos.

4.2 Poderão apresentar textos, docentes e/ou pesquisadores, com titulação mínima de doutorado e, com experiência nas temáticas tratadas. Outros pesquisadores não doutores e estudantes de pós-graduação poderão participar como co-autores.

4.3 Poderão apresentar propostas ao livro outras pessoas que sem ter as exigências indicadas no item 5.2, possuam uma grande experiência e atuação social comprovada nas temáticas abordadas pela obra.

4.4 Os textos submetidos deverão seguir as orientações: entre 15 a 20 laudas; formato A4 (210 x 297 mm); margens superior e esquerda 3,0 cm e margens inferior e direita 2,0 cm; espaçamento entre linhas de 1.5; alinhamento justificado, utilizando-se a fonte Times New Roman em tamanho 12.

4.5 O texto deverá ser estruturado em partes não numeradas, dividido em títulos (negrito) e subtítulos.

4.6 Para citações, será adotado o sistema autor-data, admitindo-se a utilização de notas de rodapé explicativas (fonte tamanho 10, espaçamento entre linhas 1.0).

4.7 As citações (diretas e indiretas) utilizadas no texto deverão ser formatadas rigorosamente conforme normas da ABNT. Consulte as definições da UFRR (http://www.bc.ufrr.br/index.php/normas-e-produtos?download=427:3a-edicao-das-normas-para-apresentacao-dos-trabalhos-tecnicos-cientificos).

4.8 CABEÇALHO: deverá conter o título do texto (centralizado e negrito), seguido pelo/s nome/s dos/das autores/autoras, os quais deverão ser vinculados a notas de rodapé (fonte tamanho 10, espaçamento entre linhas 1.0).

4.9 RESUMO: parágrafo único, com no máximo 250 palavras, acrescido de 3 palavras-chave separadas por ponto e vírgula.

4.10 INTRODUÇÃO: deverá descrever o tema/problema; justificar objetivamente a escolha da análise relacionando-a com o tema da coletânea; mencionar a hipótese científica; indicar os objetivos do artigo; mencionar qual foi a metodologia utilizada, como parâmetro, para o desenvolvimento da pesquisa; e, no parágrafo final, anunciar os itens do desenvolvimento do escrito, elucidando como será apresentado.

4.11 DESENVOLVIMENTO: deverá apresentar a fundamentação teórica utilizada na discussão do tema/problema. Recomenda-se a construção de análises críticas ao longo do desenvolvimento, para que os/as pesquisadores/as evidenciem seu posicionamento acerca do objeto de pesquisa; não é recomendado iniciar e/ou terminar um item do desenvolvimento com citação, ou seja, ao iniciar um item do desenvolvimento, deve-se construir um parágrafo introdutório e ao final de cada item do desenvolvimento, deve-se construir um parágrafo concluindo o respectivo item e apresentando o item subsequente.

4.12 CONCLUSÃO: recomenda-se um texto entre uma e duas páginas, no máximo. Não será possível realizar citações no texto da conclusão, ou seja, deverão os/as pesquisadores/as sintetizar os resultados relacionados ao tema/problema do texto e do livro.

4.13 REFERÊNCIAS: deverão incluir somente as citadas no corpo do texto, apresentadas conforme normas da ABNT, em lista em ordem alfabética. Consultar definições da UFRR (http://www.bc.ufrr.br/index.php/normas-e-produtos?download=427:3a-edicao-das-normas-para-apresentacao-dos-trabalhos-tecnicos-cientificos).

4.14 Após as referências, uma nova página deverá conter um item final denominado: ÍNDICE REMISSIVO, no qual constará de uma lista de 6 a 10 palavras ou conceitos importantes presentes no texto, para a composição do índice remissivo geral da obra.

4.15 Por último, deverá ser apresentado uma seção intitulada DADOS DOS AUTORES com uma síntese curricular com informações acadêmicas e biográficas de cada autor/a do texto, em um parágrafo de  03 e 06 linhas acompanhado de uma fotografia 3x4 de cada.

4.16 Os artigos fora das normas/padrões, aqui destacados, serão desconsiderados. 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página